Regional Maringá - Agenda Parlamentar do Crea aponta quatro ‘carências’ para Umuarama

09/11/2020

Regional Maringá - Agenda Parlamentar do Crea aponta quatro ‘carências’ para Umuarama

Quatro Estudos Básicos de Desenvolvimento Municipal (EBDM) de demandas identificadas em Umuarama se tornaram propostas para os planos de governo dos candidatos à prefeitura da cidade. As sugestões integram o programa “Agenda Parlamentar - O Paraná em Debate” do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR),apresentado aos prefeituráveis no final de outubro. Desenvolvidos por profissionais especializados das Entidades de Classe parceiras do Conselho, as publicações trazem diagnósticos de problemas e soluções na implantação de políticas públicas no campo das Engenharias, Agronomia e Geociências.

Instrumento de referência para o planejamento da administração pública, os EBDMs seguem a metodologia de elaboração de um plano plurianual de gestão. No Paraná, foram desenvolvidos mais de 200 estudos municipais em diversas áreas, sendo quatro deles para Umuarama com os temas: Instituto de Planejamento Urbano, Conforto Urbano e Acessibilidade, Desassoreamento do Lago Municipal e a Revitalização do Paisagismo do Hospital do Câncer Uopeccan.

O estudo básico sobre a implantação do Instituto de Planejamento Urbano foi desenvolvido pelo Engenheiro Civil Silvio Rodacki, do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Paraná (Senge-PR). A publicação destaca os problemas de Mobilidade Urbana; Infraestrutura e Transporte. Neste contexto, o órgão municipal responderia pelas políticas públicas urbanas de longo prazo, envolvendo o desenvolvimento estratégico da cidade por meio de ações e projetos para o município e o seu entorno. “Ao desenvolver o Planejamento e Gestão Territorial de Umuarama, o gestor terá a melhoria na qualidade de vida da população e uma cidade sustentável ambientalmente, socialmente e economicamente”, destaca Rodacki.

A Universidade Paranaense (Unipar) desenvolveu, por meio do Engenheiro Civil Everlei Câmara, o EBDM sobre o Desassoreamento do Lago Municipal - cartão postal de Umuarama. De acordo com o estudo, o lago está sofrendo com o assoreamento e suas características e beleza estão se perdendo. “É preciso uma esforço público para implantação de uma solução técnica duradoura para recuperação e proteção de seu entorno. Só assim iremos estancar a fonte de sua degradação e reduzir o impacto ambiental, promovendo a sustentabilidade e tornando o local mais agradável para a população”, afirma. Câmara também é Conselheiro do Crea-PR na cidade.

O EBDM sobre Acessibilidade e Conforto Ambiental do Engenheiro Civil Jerson Godoy Leski, da Associação dos Engenheiros e Arquitetos do Noroeste do Paraná (AEANOPAR), desperta na população a conscientização de que na rede de Mobilidade Urbana todos somos pedestres. “Na ausência de um projeto de acessibilidade eficaz alinhado com a necessidade de toda a  população, propomos a implantação de um  plano de ação com o envolvimento de todos os segmentos sociais, econômicos e ambientais de Umuarama. Neste contexto, apontamos a necessidade dos poderes administrativo e legislativo promoverem reuniões de trabalho para ajustar as diretrizes que serão posteriormente discutidas em audiências públicas, embasadas em um projeto sustentável para pelo menos 20 anos, que inclua os deveres e direitos de todos os cidadãos”, explica.

A Engenheira Agrônoma Daniela Alves dos Santos elaborou o estudo que propõe a revitalização do paisagismo do Hospital do Câncer Uopeccan, pela Associação Regional de Engenheiros Agrônomos de Umuarama (AREAU). A proposta de paisagismo hospitalar interno e externo também inclui uma mata ciliar localizada ao lado do hospital. “A mata está abandonada e poderia se tornar um bosque para a contemplação ou até mesmo a caminhada de pacientes. Nas dependências hospitalares, o paisagismo proporcionará a sensação de calmaria e conforto aos pacientes, ajudando na recuperação deles”. Daniela acrescenta que a revitalização pode ser feita por Agrônomos de Umuarama em parceria com a prefeitura e com estudantes da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e da Universidade Paranaense (Unipar).

Além dos Estudos Básicos de Desenvolvimento Municipal, o programa Agenda Parlamentar também é composto por 30 Cadernos Técnicos temáticos de diversas áreas, disponíveis para acesso no site: https://agendaparlamentar.crea-pr.org.br.

Comentários

Faça um comentário

Seja o primeiro a comentar!